Quem sou eu

Minha foto
Yogini por Amor + instrutora por dedicação + massoterapeuta por vocação + caminhando com samtosha e exercitando compaixão.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Noites escuras

Fato confirmado e atestado desde a epoca de Buda e muito antes dele tambem, e que todos nos sofremos.
De causas reais, causas criadas, inventadas, procuradas ou achadas, sofremos.
Por mais belo o sorriso na foto, cada um tem sua dor e a pior delas e achar que existe alguem que esteja em melhor condição que a nossa.
Sempre existe a comparação com uma epoca mais feliz, com a pessoa ao seu lado que parece melhor que você, consequentemente: sofrimento.
A verdade e que estamos todos nos na mesma situacao, uns um pouco mais confortaveis outros menos, mas todos na lama. Os que estao mais confortaveis, a lama esta na cintura mais ou menos, os outros, quase no queixo.
Todos ja devem ter ouvido a frase famosa, que e no lodo que nasce o mais belo lotus.
Voce sabe em que lodo anda mergulhado? Pois esta situacao viscosa, lamacenta e muito rica em fertilidade, em possibilidade de transcendência.
Cresci ouvindo da minha mae que quem nao aprende por amor, aprende pela dor.
Sempre achei essa frase muito triste, porque e bem mais legal aprender pelo bem. Mas, ouvindo muitas historias de vida, que tenho a honra de presenciar, percebo que a dor e o melhor remédio.
Deveríamos, ao invés de desejar aos outros tenha um bom dia, poderíamos usar: "Tenha um péssimo dia, que tudo de terrível aconteça com você e, assim, aprendera de uma vez por todas a se livrar daquilo que te amarra, incomoda, entao, sua vida vai ficar mais leve o quanto antes...Passar bem, ou melhor, passe mal"
Nas noites mais escuras e que voce percebe o tamanho da sua luz, o quanto ela brilha e quais caminhos ilumina.
No Vedanta, usamos dois termos para dizer quando você tem mérito ou a falta dele, Punya e Papa. Costumamos associar o demérito, claro, as coisas negativas que fizemos, e que hoje nos acarretam algum problema, nos provocam algum mal. Algo como o Karma e o bad Karma.
 Muitas pessoas associam o mérito a ter uma vida maravilhosa. Levando em consideração que nascemos no Brasil, um pais que nao tem guerra, nem furacoes, tsunamis, etc..podemos nos considerar dotados de Punya. Se nascemos perfeitos e saudáveis, se temos habilidades para se desenvolver plenamente, somos dotados de Punya. Viemos com facilidades. Mas, e claro, que uma coisa nao existe sem o seu oposto, viemos também com uma bagagem de Papa. Aquelas dificuldades que so nos sabemos, aquela coisinha que pega pesado e nos mostra nossas limitações. E que se, nao sao trabalhadas corretamente, serão repetidas constantemente ate que sejam transcendidas.
Quem deseja se deparar com sua limitação e dificuldade sempre?
Entao, peca para a vida te apresentar logo e rápido todas as suas oportunidades de crescimento.
E, sabemos, que elas estão ali no nosso nariz.
So precisamos mudar a maneira de olhar.

Todos sabem que estive ausente das salas de aula por um tempo, me recuperando de uma cirurgia e passando por alguns tratamentos. Durante este período, ouvi muitas opiniões, conselhos, amigos que traziam orações, palavras de forca, etc..
Passando por esse tsunami emocional e fisico, vi as pessoas e amigos ao meu redor, vivenciando algo muito semelhante ao que eu vivia. A minha condição atingia a eles. Cada um fazendo seu exercício de fe, entrega, confiança e muitas vezes falhando. Cada um aprendendo com o momento e como viver sua dor. Uma situação assim, de dificuldade, chacoalha todos ao seu redor. E você, lidando com sua "noite escura" e os que estão ao seu lado também.
Cada um com sua dificuldade tentando superar os obstáculos da sua própria limitação. Ao mesmo tempo, essa mesma situação que envolve varias pessoas, se uma delas estiver plenamente consciente das 'razoes' do Universo, todas sao beneficiadas.
Fato e, que vivo numa época em que existe chances de cura e tratamentos, precisa mais Punya que isso?
Dependendo do ponto de vista,  'me sobra' Papa, pois esta nao e a primeira vez que passo por isso. Mas, compreenda, eu passo por isso. "Isso" passa por mim. "Isso" nao sou eu. Resgato "disso" um aprendizado maior. Muito Punya por ser praticante de Yoga.
Acho que, como um jogo de tabuleiro, um Punya elimina um Papa. Vou lançar algumas campanhas: Rumo ao 1 milhão de Punyas!
Rumo a um mundo sem drama e fantasia!
Que a vida te apresente todas as oportunidades para seu desenvolvimento pleno. Aqui e Agora!
_/\_
 



4 comentários:

  1. Gratidão por partilhar tudo conosco Jú!
    Sou uma dessa pessoas que, como no texto, se beneficiam por você ser e estar plenamente consciente.
    Jaya!
    _/\_

    ResponderExcluir
  2. Gratidão, JuJu ! Vamos bolar um "Banco Imobiliário" de Punyas e Papas pra criançada aprender desde cedo... Namastê !

    ResponderExcluir